terça-feira, 30 de agosto de 2011

Frases do Marquês de Sade


"Só me dirijo às pessoas capazes de me entender, e essas poderão ler-me sem perigo."


"Antes ser um homem da sociedade, sou-o da natureza."


"Quem sabe se não teremos de ultrapassar muito a natureza para perceber o que ela nos quer dizer?"

"...e que nada nem ninguém é mais importante do que nós próprios. E não devemos negar-nos nenhum prazer, nenhuma experiência, nenhuma satisfação, desculpando-nos com a moral, a religião ou os costumes."


"As paixões humanas não passam dos meios que a natureza utiliza para atingir os seus fins."

OBS.: Estas imagens são do filme" Contos proibidos do Marquês de Sade"

4 comentários:

Lucano disse...

Fico profundamnete comovido pelo belo trabalho sadeano apresentado.

Clara disse...

Obrigado! Seja bem vindo!

Lucano disse...

Cara Clara. Sou o proprietário do Portal Veritas, blog de filosofia que você segue.

Gostaria de saber se você conhece alguma bibliografia sobre Sade, cujo autor não se restrinja à sua estética e articulações com psiquiatria, mas que adentre no universo filosófico segundo a concepção sadeana de "ser senhor de si".

Todos os livros que encontrei até agora, principalmente de Aline Moraes, ao meu ver, não adentram no conceito de Natureza e sua aplicação ética, em contra-ponto a Rousseau.

Agradeço desde já.

Clara disse...

Bem... na verdade o melhor e mais importante biografo dele foi um francês chamado Gilbert Lely, o nome do livro é "Vie du Marquis de Sade" Paris, 1965. Se você souber francês vale adquirir este exemplar...rarao por sinal. Existe outro que tem tradução, é o livro do Jean Desbordes " O verdadeiro rosto do Marquês de Sade" , esse você pode conseguir em sebos...é uma ediçao esgotada. A mais recente bibliografia traduzida é a do Fernando Peixoto...não sei se você ja leu... mas vale ler " Sade - vida e obra", Este livro você encontra com mais facilidade. Para completar, você pode ler Kossowski " sade meu proximo" traduzido tambem, porem é mais facil encontrar o original. Bom ...espero tê-lo ajudado meu caro! Disponha! Abraços!